Este site usa cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website concorda com o seu uso. Para saber mais leia a nossa Política de Cookies.

Pensar_ O Futuro
“Acabou o mito de que o cibercrime só acontece aos outros”

“Acabou o mito de que o cibercrime só acontece aos outros”

A cibersegurança passou de palavra longínqua a ameaça concreta das empresas e das pessoas, refere Lino Santos, coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança. Começou por pôr em risco a segurança individual, mas rapidamente ganhou escala e passou a ser um perigo diário e permanente, não apenas para os bancos e grandes companhias, mas também para as micro e pequenas empresas. À ameaça juntaram-se outras duas palavras: extorsão e resgate.